Dicas de Educação
Dicas de Educação
8 Dicas e Técnicas para Revisão de Textos
Editoria de Educação - 22 de Agosto de 2015
Autores: Alberto Silva Filho[1]
Depois de feito o texto, antes de publicá-lo, que tal uma revisão? Mas, a questão é: "Como isso deve ser feito?"
"A revisão é a etapa mais importante antes da publicação, mas, trata-se de um processo técnico com começo, meio e fim..."
Revisão de Textos
O Hábito da escrita desenvolve e potencializa a criatividade, a autocognição e a auto-organização.
Revisão de Textos
O Hábito da escrita desenvolve e potencializa a criatividade, a autocognição e a auto-organização.

Se você está escrevendo um artigo para uma revista, uma dissertação para a escola, um e-mail para um cliente, ou mesmo se aventurando a escrever um livro, deixar seu texto livre de erros é essencial.

Os corretores ortográficos ajudam, mas estão longe de eliminar todas as incorreções. É nessa hora onde a Revisão de Textos cuidadosa se torna coisa mais que necessária.

Entretanto, salvo raras exceções, ao contrário do se pensa, a revisão não poderá ser feita em apenas uma etapa. Isso quer dizer que, depois de revisado, o texto precisa ser revisitado outras vezes, isto é, deverá passar por um novo e minuncioso processo de leitura, em outro dia, e ainda outro, até que finalmente fique pronto.

Outra coisa, você não está em busca da perfeição, ou do texto definitivo e irretocável, mas apenas de um conteúdo livre de erros gramaticais crassos ou que possam, aos olhos do leitor, diminuir sua importância. Que fique claro que, do ponto de vista de atualizações, acréscimos ou aperfeiçoamentos, nenhum texto está acabado, e isto significa que sempre haverá espaço para o autor acrescentar ou retocar sua obra; na verdade esse é um processo que podemos considerar como Ad infinitum.

Abaixo, você encontrará 8 dicas e técnicas simples para tornar sua Revisão mais eficiente.

1. Concentração é o Segredo

Se você está verificando a incidência de erros, então precisa de concentração máxima no que está fazendo. Isso significa livrar-se de qualquer tipo de distração e potenciais interrupções. Desligue o celular, televisão, rádio, música, e fique longe do seu e-mail ou sites de relacionamentos, quer dizer, redes sociais.

2. Coloque tudo no Papel

Pessoas leem de modo diferente na tela do computador e no papel, por isso mesmo, imprima uma cópia de rascunho para proceder a leitura. Se possível, leia em voz alta, seu ouvido pode perceber erros que seus olhos, guiados por um cérebro distraído por conhecer aquele conteúdo, deixariam facilmente escapar.

3. Atenção especial nos Homônimos e Parônimos

Homônimos e Parônimos são palavras que, apesar de possuírem pronúncia ou grafia semelhante, têm significados diferentes. Trocar comprimento por cumprimento, ou estória por História, ou tachar por taxar, ou espiar por expiar, ou ainda eminente por iminente, pode ser desastroso, assim fique atento à estes casos.

4. Fique de Olho nas Gírias e Expressões Chulas

Exceto em casos onde o texto exija o uso, é comum nos esquecermos disso enquanto estamos escrevendo. O uso indiscriminado dessas expressões afetam a credibilidade do texto e lhe dão aparência vulgar. Lembre-se de que, mesmo sendo linguagem coloquial, não precisa estar recheada por expressões dessa natureza, especialmente se o assunto tratado exige seriedade.

5. Verifique a Pontuação

Prestar atenção às palavras é uma boa prática, mas nunca esqueça da pontuação. Atenção especial às palavras que iniciam com letras maiúsculas, o uso em excesso ou a ausência de vírgulas, parágrafos usados incorretamente, etc.

6. Leia de Trás para Frente

Quando escrevemos normalmente nosso cérebro corrige automaticamente nossos próprios erros. Ele pode deixar de escrever algumas palavras, grafar incorretamente outras. Pensamos na frase, mas na hora de transcrever algumas são deixadas de fora. Ao lermos o mesmo texto, outra vez, nosso cérebro corrige mentalmente a sentença e o erro passa despercebido. Para quebrar esse padrão, você pode ler o texto de trás para frente. Isso mesmo, do fim do último parágrafo ao começo do primeiro, palavra por palavra.

7. Verifique os Números e Valores

Declarar que o valor de uma aquisição foi R$10.000 ao invés de R$100.000, definitivamente não é a mesma coisa. Números fracionados, a quantidade correta de "zeros". Fique atento a estes detalhes.

8. Peça para que Alguém Revise

Depois de checar todos os pontos já destacados, não esqueça de pedir a um amigo(a) para fazer uma revisão para você. Talvez fique surpreso com os erros que ainda passaram despercebidos. Eventualmente, uma segunda pessoa, para verificar se as sentenças estão de acordo com o contexto pretendido, se fazem sentido, também deve ser uma opção a ser considerada.

Considerações finais:

Antes de colocar tudo no papel, vale a pena fazer um breve roteiro, uma espécie de resumo com tópicos, sobre aquilo que se pretende escrever, e isso inclui as obras que vai consultar, os autores que pretende estudar, etc. Outra boa prática para escritores novos ou veteranos é o incremento do vocabulário pessoal. Isso se consegue tomando notas dos novos vocábulos durante a leitura de livros ou revistas, ou ao assistir um filme ou palestra. A mesma regra vale para ideias que venham a surgir durante esse processo. Lembre-se, se você não captura a nova ideia na hora através de anotações, não se iluda, ela vai se perder para sempre.

A escrita está para a leitura assim como a água está para a planta, ou seja, uma não pode florescer, progredir, sem a outra. Desse modo, se você, no papel de futuro escritor, também não for um bom leitor, e isso inclui o atributo da organização pessoal e da pesquisa, jamais será capaz de produzir uma boa obra.

Editoria de Educação do Site Mundo Simples.
Veja mais detalhes sobre o autor nas notas abaixo.

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.

[1] Alberto Silva Filho - albfilho@gmail.com
É pesquisador das Ciências Cognitivas e orientador em educação infantil e adulta, inclusive da terceira idade, com especialização em Educação Integral e Consciencial. É também escritor de contos infantis e adultos, e um dos colaboradores fixos deste Site.
O autor não possui Website ou Blog pessoal.

Mais artigos do autor em: http://www.sitededicas.com.br/dicas.htm

Mais Sugestões de Leitura

Outras Sugestões de Leitura do mesmo Tema...