10 Hábitos Irritantes no Convívio do Ambiente de Trabalho

Nessas horas, a harmonia no convívio está ameaçada por uma legião de indivíduos, ou zumbis funcionais, que absolutamente desconhecem o significado do termo "Política da boa Vizinhança"...
10 Hábitos Irritantes no Convívio do Ambiente de Trabalho

Parece que, muitas vezes, não deixamos em casa nossos piores hábitos e acabamos por levá-los para o trabalho como se fossem "bichinhos de estimação"...

Examinando o Problema...

A menos que você seja seu próprio chefe, provavelmente não poderá escolher seus colegas de trabalho. Então, existe uma chance real de que você não se dará bem com todos.

De acordo com um estudo recente feito pela Samsung Electronics, uma corporação gigante no ramo dos produtos eletrônicos, os hábitos irritantes de colegas dominam uma lista das coisas que mais chateiam os trabalhadores, apesar de que os problemas nos computadores também representam um dos primeiros itens dessa lista, isso para quem trabalha em escritórios coletivos.

Mas a pesquisa também pontuou alguns desses hábitos que provocam irritação e indisposição entre os membros da equipe. Como, por exemplo, os colegas que falam alto, ou aqueles com toques inconvenientes no celular; como também aqueles que comem alimentos de cheiro forte dentro do ambiente de trabalho, especialmente em locais fechados.

É improvável que você se dê bem com todos os seus colegas, mas há coisas que poderá evitar para assegurar que não seja uma fonte de constante mal estar dentro daquele ambiente.

Como então lidar com o comportamento irritante de um colega do escritório ou repartição?

Se o seu colega de trabalho está te irritando, você deve se certificar de que sabe exatamente qual é a ação específica que o incomoda. Caso contrário vai acabar divagando sobre as muitas coisas das quais não gosta no mesmo.

Decidir como abordar a questão se resume a uma simples pergunta: Esse comportamento afeta seu desempenho no trabalho? Muitos dos hábitos relacionados abaixo costumam afetar o rendimento e desenvolvimento das tarefas, por isso, não se acanhe e converse com seu colega de uma forma amigável; pergunte se ele ou ela pode parar ou mudar esse gesto, ou ação incômoda específica.

Ele ou ela pode até não estar ciente de que aquilo que está provocando incomôdo aos demais presentes.

Se você está chateado com as ações de algum colega, então você precisa pesar os prós e contras de ter a conversa, de modo que não piore a situação. Caso ache que a conversa não será uma opção viável, tente não se concentrar no que está te incomodando, até encontrar maneiras de ignorá-la. Dê uma voltinha, aprenda técnicas de meditação, tente a autohipnose, ou, em caso de barulho, use tampões de ouvidos.

No entanto, com certeza, você já deve ter se deparado, ou irá se deparar, com alguns desses 10 hábitos realmente irritantes:

1. Falar Alto no Telefone usando o Viva-Voz

Algumas pessoas têm a incapacidade de conversar sem gritar ao telefone. Por mais que você tente, a verdade é que não conseguirá mais deixar de "não ouvir" a voz da pessoa. A conversa entrará na sua cabeça sem sua permissão e tomará conta dos seus pensamentos; irá desviar sua atenção, atrapalhar o desempenho das suas atividades, e a menos que saia para tomar um cafezinho ou dar uma volta para ver se está chovendo lá fora, sentirá um forte desejo de fazê-lo engolir o aparelho.

E como se falar alto não fosse o bastante, o seu colega coloca o telefone no alto-falante e começa a digitar os números, de modo que todos os demais dentro do escritório ouçam a barulho irritante do processo de discagem.

Para piorar ainda mais, eles ainda passam toda a ligação no viva-voz, e desse ponto em diante, aquela fechada que você deu em alguém no trânsito mais cedo ignorando seus gritos te amaldiçoando, finalmente, parece estar sendo vingada.

2. Ringtones Irritantes

Algumas pessoas escolhem para os seus celulares os toques mais irritantes de todos os tempos, talvez por acharem que seu gosto pessoal é uma espécie de referência musical para o resto do mundo. E lá está você, como se a cumprir uma maldição por erros cometidos em outra vida, se tornando mais uma involuntária vítima desse pentelho.

E o pior de tudo, ao que parece, quanto mais se rejeita uma coisa, especialmente "músicas", assim mesmo, ela teima em se instalar dentro da sua cabeça, e ficará lá dentro reverberando numa espécie de loop infinito, à revelia da sua vontade. E nem adianta tentar, pois qualquer tentativa de rejeição ou resistência será em vão. É como se nesse momento ocorresse uma falha nas engrenagens do seu cérebro. Ele parece "entender" que você deseja ouvir e repetir mentalmente, ao invés de ignorar.

Em resumo, É como se aquilo fosse, de fato, uma espécie de castigo, apesar de você não lembrar onde ou quando cometeu tamanha falta capaz de justificar tão injusta e cruel punição.

3. Comer Alimentos com Cheiro Forte

Apesar de existir uma copa ou lanchonete que seria o local mais adequado à essa prática, o colega escolhe comer seu sanduíche de ovo, atum ou frango, e tudo isso recheado com cebola crua, na sua mesa de trabalho, dentro de um escritório, com as portas fechadas, para aproveitar o conforto do ar condicionado.

Como se não bastasse, eles ainda, talvez tomados por um sentimento de limpeza que não faz parte de seus hábitos, jogam fora os restos na lixeira que fica sob a mesa, deixando o escritório com aquele cheiro de chiqueiro, local onde provavelmente se sentiriam em casa; e o mais importante, trata-se de um odor que às vezes nem a faxina resolve.

E para que a lembrança do incidente permaneça vivo em sua mente, aquele "aroma" ali permanecerá, com um pouco de sorte, só até o fim do expediente.

4. Pedir Dinheiro Emprestado

Pior ainda que sofrer com o mau cheiro deixado no escritório durante o dia inteiro, talvez seja o fato de saber que foi seu dinheiro que pagou por essa tortura. Isso tudo porque algumas pessoas parecem nunca ter dinheiro suficiente, ainda que recebam a mesma quantia que você, ou até mais, todo santo mês.

Outra característica peculiar dos devedores, e esta deve ser levada mais a sério, é a grande dificuldade em saldar as dívidas com seus credores. E não raramente, os credores passam a ser evitados, algumas vezes se tornando mesmo inimigos desses inconvenientes devedores.

Alguns, de tão habituados a fazer empréstimos, guardam o seu para gastar o dos outros, como se os demais não trabalhassem por necessidade, assim como eles. Lembre-se, por se tratar de um assunto sério, algumas empresas estão de olho nos adeptos dessa prática, e tão logo comprovem o fato, os mandarão embora sem muita conversa.

Notas:

Sobre o Autor:

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.