10 Perguntas que Você não deve deixar de Fazer numa Entrevista de Emprego

Quando temos interesse em alguma coisa, o questionamento é o caminho natural...
10 Perguntas que Você não deve deixar de Fazer numa Entrevista de Emprego

O papel ativo com bom senso durante a entrevista já confere ao canditado uma imediata distinção dentre os demais concorrentes. O fato de participar demonstra sua capacidade de integração e sociabilidade...

Examinando o Problema...

Você comprou uma roupa nova, deu uma calibrada na aparência e está pronto para sentar diante do entrevistador. Sem contar que seu Curriculum VItae (CV) estava impecável, e pelo menos dentro daquelas folhas de papel, você, ao invés de parecer um simples candidato, mais parece uma espécie de super-herói que foi enviado para resolver todos os problemas daquela empresa.

Agora, falta cumprir apenas mais um ato dentro desse verdadeiro drama teatral da vida real. A questão é: Nesse momento, todas as suas fichas serão colocadas sobre a mesa. É chegada a hora de impressionar o seu já impressionado recrutador, ou seja, confirmar tudo aquilo que está escrito para que finalmente ele o declare oficialmente como candidato vencedor.

Como você fará isso? Como assegurar que causou uma boa impressão além daquelas que foram tão habilmente trabalhadas e depois impressas em forma de Currículo, que, aliás, é o motivo pelo qual você está ali, sentado, diante da derradeira porta de acesso ao tão desejado posto de trabalho?

É simples, mude um pouco aquele ritmo sempre igual de uma entrevista padrão; experimente fazer perguntas, ao invés de apenas respondê-las.

Além de demonstrar seu interesse na vaga e na empresa, o ato de fazer perguntas lhe confere um papel ativo dentro da entrevista, sem contar que lhe dará a oportunidade de conduzir a conversa para as áreas nas quais se destaca mais.

Desse modo, Para assegurar que sua próxima entrevista esteja à altura do asseio de sua impecável indumentária, tente levantar estas 10 questões, ou algo semelhante. Mas, antes disso, prepare-se da forma adequada; escolha as palavras com inteligência e bom senso e calibre seu tom de voz para que o tiro não saia pela culatra.

"Que tipo de crescimento e possibilidade de progresso, ou aperfeiçoamento para esta função, a empresa oferece aos funcionários?"

Isto informa ao entrevistador que você tem uma visão a longo prazo sobre seu futuro profissional dentro da empresa, e que não está apenas interessado no salário. Demonstra que você está procurando por oportunidades para construir uma carreira profissional sólida, evidentemente, com eles, se tornando um ativo cada vez mais qualificado, o que por reflexo, se reverterá em benefícios para o empregador.

"Como você me vê contribuindo efetivamente para o crescimento da empresa?"

Descobrir porque você seria selecionado dentre dezenas de possíveis candidatos lhe dá a chance de falar ainda mais sobre suas qualificações, as habilidades necessárias ao cargo e que estão implícitas nessa resposta, fato que irá lhe conferir uma elevada pontuação quando for feita sua avaliação final.

"Quais são exatamente as principais responsabilidades desse cargo?"

Apesar de qye os anúncios próprios de emprego normalmente já destaquem em linhas gerais quais são as responsabilidades relativas à vaga oferecida, nunca é demais confirmar quais são as obrigações, que nesse momento, em caso de contratação, estariam sob sua responsabilidade.

Ninguém deseja começar um novo emprego com a promessa de que vai exercer o cargo de engenheiro e depois descobrir que ocupará um cargo de promotor de vendas em um stand de salgadinhos, dentro de um supermercado popular, num bairro a 3 horas de distância da sua casa.

"Qual será meu primeiro projeto caso seja contratado?"

Isso lhe dá a exata ideia do que supostamente o espera ao entrar na empresa, já no primeiro dia de serviço, após a contratação. Isto também lhe dá a oportunidade de saber o que esperam de você, permitindo assim que ressalte e promova ainda mais suas qualificações, itens que atendam à expectativa do empregador durante o processo da entrevista.

"Quem irá me avaliar caso eu seja contratado?"

Ao fazer essa pergunta, você terá um panorama geral sobre a estrutura e os departamentos da empresa na qual poderá trabalhar.

Por exemplo, você se reportará diretamente ao vice-presidente, ou diretor, ou gerente, ou supervisor, ou há ainda uma sucessão de chefes, supervisores e encarregados como intermediários entre vocês?

Isso lhe dá uma ideia da importância estratégica do cargo. Também é uma excelente oportunidade, a depender da resposta dada, para que fale ainda mais de suas experiências na condução de projetos, trabalho em equipe, etc.

"Vocês, ou, A empresa têm planos de educação continuada e ênfase em aperfeiçoamento profissional?"

Isso demonstra seu desejo de progredir, aprender novas habilidades e adaptar-se a novos desafios ou iniciativas. Adaptabilidade é um dos atributos mais importantes hoje em dia, especialmente diante de tantas mudanças nas economias, e essa qualidade pode ser a chave da sua permanência no emprego durante uma eventual reestruturação.

"Qual é a filosofia, cultura da empresa? ou, Você poderia me falar sobre a filosofia da empresa?"

Esta questão serve para informá-lo sobre aqueles pontos "intocáveis" de uma empresa que não tem nenhuma relação com experiência profissional ou nível de educação. Se você precisa de um tradicional ambiente, sala/cubo, ou de um escritório para se manter focado no seu trabalho, horários rígidos, um ambiente mais flexível que permita ouvir música no computador, ou de ambiente mais agitado com horários ultra-flexíveis, pode não se enquadrar no seu perfil de produtividade.

"Por que você escolheu essa empresa para trabalhar?"

Escutar porque o atual recrutador optou por trabalhar naquela empresa pode dar a você uma visão geral da solidez e oportunidades que existem dentro da organização.

"Quando será tomada a decisão para a escolha do candidato selecionado?"

Conhecer essa informação irá ajudá-lo a determinar, e conhecer, a duração, e quais as atividades e etapas posteriores que existem dentro do processo seletivo. Como informação estratégica faz toda diferença. Caso precise ligar posteriormente se informando sobre o andamento do processo, ter essa informação o ajudará a não cometer gafes, nem parecer importuno.

"Posso entrar em contato com você para outros esclarecimentos, caso tenha alguma dúvida?"

É sempre bom colocar essa pergunta ao entrevistador. Isso mantém as portas abertas para futuros contatos, dando a você uma última chance de conseguir atingir seu objetivo.


Notas:

Sobre o Autor:

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.